Tire a culpa do seu prato!

12:00


— Nossa que vontade de comer pizza! - você
— Mas pizza engorda e você não pode sair do regime - mente
— Isso é verdade! Mas eu estou com tanta vontade - você 
— É melhor não comer! Você vai engordar e não adianta reclamar depois hein - mente 
— Tudo bem! Todo sacrífico vale a pena - você 

Chegando em casa sua mãe deixou um pedaço de pizza para você e claro, você não resistiu e comeu a pizza. 

— Por que você comeu aquela pizza? Não tínhamos combinado de não comer essas coisas? Agora você vai engordar!!! - mente 
— Eu sei que não deveria comer a pizza, mas depois eu volto para o regime e como só coisas saudáveis - você 

Naquela noite você foi dormir ou tentou, pelo menos, com a culpa ecoando na sua mente e prometeu que sua dieta a partir de agora seria mais rigorosa e nunca mais "sairia da linha". Mas passou alguns dias e você cometeu novos "deslizes", a culpa atormentou, você fez promessa de uma dieta mais rigorosa e assim o ciclo continou... 

Fico impressionada como esse ciclo é comum na vida de algumas pessoas. Sentir culpa por comer um alimento é quase uma rotina. A tortura se instala e ninguém sabe para onde escapar. Ficar com o mocinho (alimentos ditos saudáveis) ou correr para os braços do vilão (alimentos considerados porcaria/besteira). Só tenho a dizer que mocinho e vilão só existem nas histórias fictícias, porque na vida real a alimentação é mais complexa. 

Criar regras extremas na alimentação prejudica muito sua relação com a comida. Porque as regras foram feitas para serem seguidas, mas tem regra sem fundamento, como essa de dividir os alimentos em proibidos e permitidos, pois tantos os "proibidos" quanto os "permitidos" fazem parte do nosso cotidiano. Quer um exemplo? 

Você almoça bife grelhado, salada de beterraba, rúcula e tomate, arroz, feijão e bebe suco natural. E a noite você vai comemorar o aniversário de um amigo e come brigadeiro e bolo de prestígio. 

Percebe que existem os tais "vilões" e "mocinhos" no seu dia a dia? Evitá-los a qualquer custo causará mais estresse e culpa. Não estou dizendo que você deve comer todos os dias pizza, chocolate, brigadeiro, salgadinhos, mas colocá-los em um patamar de proibidos e que precisam ser abolidos da sua dieta é apenas mais uma maneira de reforçar a supervalorização que você dá a eles e criar a falsa ideia de que tudo que é gostoso engorda! 

Mas voltando ao sentimento de culpa. O problema da culpa é a autopunição, você acha que sentir culpa só não é suficiente, então passa a se punir tornando sua dieta cada vez mais rigorosa excluindo qualquer coisa que possa oferecer prazer ao seu paladar. Isso é algo muito desrespeitoso com você e pouco inteligente. 

Outra característica de pessoas que comem com a culpa é a crença de que podem controlar tudo até mesmo sua fome e ainda acreditam que podem moldar seu corpo conforme suas vontades, mas o controle da fome uma hora escapa da mão dessa pessoa e o que surge é a compulsão alimentar, onde a ingestão de alimentos hipercalóricos acima da necessidade se faz presente. 

Você precisa respeitar a si mesmo e saber ouvir suas vontades. Viver com o sentimento de culpa o tempo todo é algo muito torturante para acompanhar todos os pratos que você irá degustar na vida. 

Conhece alguma pessoa que sente culpa por causa da comida? Compartilhe esse texto com ela e a ajude no esclarecimento desse assunto. 

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários