Comer não vai resolver seus problemas

17:28

Comer ajuda a descascar os "abacaxis" da vida? 

Esse tema sempre me trouxe curiosidade! Como as pessoas comem para suprir em algum nível suas emoções com intuito de ganhar alívio e não necessariamente resolver seus problemas. Todos sabem que comer não resolverá milagrosamente os problemas que temos no dia-a-dia. 

Mas, então por que comemos com a esperança de que vamos resolver todos nossos problemas? 

A comida e a emoção caminham juntas em quase todos os momentos da refeição (festa, encontros familiares, término de relacionamento). Essa combinação comida e emoção nutrimos desde que éramos crianças. Por exemplo, quando os bebês choram a primeira associação que a mãe faz é que a criança esteja com fome e logo em seguida oferece o leite para ela, mas não necessariamente seja fome, mas o fato de estar em contato com o peito da mãe e recebendo carinho, o bebê acaba ficando calmo novamente. Assim acabamos fazendo a associação da comida como algo reconfortante. 

E realmente é! Quem nunca comeu chocolate para aliviar um pouco do estresse ou da tristeza, não é mesmo?! 

O problema não é usar o alimento em algum momento para aliviar as tensões dos problemas que temos, mas utilizá-lo sempre com esse propósito. 

E respondendo a pergunta que fiz anteriormente, utilizamos sim em alguns momentos a comida para torna mais leve a nossa dificuldade em lidar com nossos dilemas, mas quando passamos a realizar isso em excesso esquecemos de nos ouvir, questionar e solucionar esse problema. 

É preciso olhar para dor que se tem, não querendo resolvê-la imediatamente e nem querendo fugir dela, mas com um olhar calmo e de compaixão por si mesmo para que a situação se resolva da melhor forma possível. 

A mensagem que fica é: 

A comida em algum nível nos acalenta, nos acalma, nos tranquiliza e apazigua nossa dores, mas não irá resolver o meu e nem o seu problema, porque é preciso escuta e entendimento do que estamos sentindo para solucionar nossas adversidades. 

Curta, compartilhe e comente sobre este texto, mas principalmente escute a si mesmo e tenha compaixão por você. Se precisar procure ajuda de um amigo, parente ou psicólogo para solucionar seu problema. 

Grande beijo e até a próxima!!! 



  • Share:

You Might Also Like

0 comentários