O valor do IMC não determina seu valor pessoal

19:24





Estamos muitos acostumados  a determinar valores às pessoas a partir de seu peso corporal. Associamos que na magreza esteja a determinação, foco e objetivo. E que obesidade está associada a preguiça, incapacidade e falta de foco. 

Por que associar estas características a um único grupo? 

São associações tão intrínsecas que nem temos consciência que estamos tendo esse tipo de pensamento. E acabamos reproduzindo preconceito e machucando pessoas por uma informação que não faz o menor sentido. 

O que estou querendo dizer com esse texto é que valores pessoais são desenvolvidos ao longo da nossa vida e não a cada vez que subimos na balança e vemos o ponteiro da balança girar no sentido anti-horário. 

Ninguém é bondoso, carismático, maduro, resiliente, focado, bom profissional, sensível, proativo, cauteloso e determinado de acordo com o valor do seu IMC. 

Essas e outras características psicológicas são desenvolvidas conforme vamos vivendo e nos desafiando, superando obstáculos e até fazendo terapia. São características mais complexas e exigem um grau de disposição para lidar com os próprios dilemas. 

Não é com a diminuição do peso que esses valores pessoais apareceram magicamente na vida de uma pessoa. É claro que quando o processo de emagrecimento é olhado por todas as esferas que envolvem o ser humano (social, físico e emocional), a pessoa pode vir a desenvolver certas características devido ao tratamento, mas porque os profissionais que acompanharam essa pessoa a provocaram a debater certos assuntos que não estavam bem resolvidos para ela. 

Enfim o que quero deixar de mensagem para as pessoas que acreditam que peso determina características da personalidade é que isso não é verdade e que é preciso tirar a lente do preconceito para olhar para as pessoas com mais sensibilidade e compaixão (Ah! Compaixão não é dó, tá!!!) 

E para as pessoas que um dia acreditaram que são menos por causa do seu peso ou valor de IMC quero citar uma frase do livro "O peso das dietas" da autora Sophie Deram: 

"Não deixe a fita métrica ou a balança dizerem o quanto você se sente bem. Escalas não devem lhe dizer como pensar ou sentir". 

O texto de hoje é para tomarmos consciência que algumas coisas que acreditamos não são completamente verdade e que precisamos rever (sempre) nossa maneira de interpretar as situações e as pessoas. Gostou da reflexão? Que tal compartilhar com mais alguém? 

Beijos e até próxima






  • Share:

You Might Also Like

0 comentários