Glúten: Entenda porquê o amamos (e você também deveria!)

11:30

Glúten

Glúten é uma proteína presente no trigo, aveia, cevada e malte que provoca inflamação no intestino de pessoas celíacas, porém não oferece perigo para quem é saudável.


Introdução

Glúten era um desconhecido, mas nos últimos anos caiu na boca do povo e ganhou o coração de poucos. 

Começaram a surgir teorias dizendo que o glúten é responsável pelo aumento de peso nas pessoas, que toda a humanidade apresenta intolerância ao glúten e que evitá-lo é o melhor caminho para emagrecer e conquistar uma vida saudável. 

E o que aconteceu? As pessoas realmente passaram a emagrecer e se disseram estar muito mais dispostas. Isso foi um prato cheio para condenar definitivamente o glúten como o vilão da alimentação. "A culpa sempre foi dele e descobrimos apenas agora!"

Calma, muita calma nessa hora! Eu como nutricionista e comprometida com um trabalho baseado em estudos já bem estabelecidos na ciência preciso mostrar para você que não é bem assim. 

Vem comigo que vou te contar TUDO sobre o glúten! 

O que é glúten?


Glúten é uma proteína presente no trigo, aveia, cevada, malte e centeio e derivados. O glúten é o responsável por conferir elasticidade e resistência à massa, sabe o pão quando você sova, estica e ele não se divide facilmente? Pois é, o culpado é o glúten. E não para por aí, ele forma uma rede sobre a massa de bolo e pão e impede que o ar produzido pelo fermento "escape", dessa forma o ar fica "preso" e faz com que a massa cresça e fique prontinha para ser consumida.

Já deu para perceber que o glúten está presente no pães e bolos, não é? Mas você sabe quais são os outros alimentos que contêm glúten? 



Onde está o glúten?

O glúten está presente em bolachas, pizza, torta, salgadinho, salgado, macarrão, cerveja, uísque, rum, produtos ultraprocessados, como molho pronto para salada. Todos os alimentos citados possuem trigo, cevada, aveia ou malte em sua composição. Guarde bem os nomes dos alimentos citados, pois falaremos deles mais tarde.

Pão



Intolerância ao glúten

A doença celíaca é uma doença genética caracterizada pela reação imunológica ao glúten que provoca inflamação no intestino provocando a má absorção de nutrientes. O processo acontece da seguinte forma: 

1. Partículas do glúten acumula na parte externa do intestino 
2. Essas partículas provocam a ação do sistema imunológico 
3. Este sistema é o nosso defensor e logo percebe o glúten como "inimigo" 
4. As reações provocadas pelo sistema imune agride as células do intestino 
5. Principalmente, as vilosidades, elas são células responsáveis pela absorção de nutrientes 
6. Conforme o progresso da doença acontece ocorre a destruição das vilosidades provocando a piora do estado nutricional. 

Os sintomas são: anemia, palidez, cansaço, diarreia, constipação, irritabilidade e emagrecimento (não provocado). 

Devido a gravidade da doença a orientação é excluir completamente o glúten da alimentação. 

Pensando nisso, segue uma receita de pão sem glúten que é maravilhosa. 


Pão sem glúten

Ingredientes: 
  • 1 1/2 xícara (chá) de creme de arroz 
  • 1 1/2 xícara (chá) de polvilho doce 
  • 2 colheres de (sopa) de açúcar 
  • 1 envelope de fermento biológico instantâneo 
  • 1 colher (chá) de sal 
  • 1 ovo 
  • 2 colheres (sopa) de óleo de girassol ou canola 
  • 1 colher (chá) de vinagre de maçã 
  • 1 1/3 xícara (chá) de leite morno 
  • 1 colher (sopa) de óleo para pincelar 

Modo de preparo:

  • Misture os ingredientes secos em uma tigela 
  • Acrescente o ovo, o óleo, o vinagre e o leite e bata na batedeira por 3 minutos 
  • Coloque a massa em uma forma para pão, cubra e deixe crescer até dobrar de volume 
  • Pincele o pão com o óleo e asse em forno médio preaquecido até dourar
Pão sem glúten
Olha como ficou depois de pronto. Ficou uma delícia também!


Moda da dieta sem glúten


Onde você encontra preparações com glúten? 

Lá no comecinho do texto pedi para você guardar os alimentos que contêm glúten. Está lembrado? 

Vou ser camarada e lembrar você! 

Ele é encontrado em qualquer preparação que leve trigo, aveia, centeio, cevada e malte, ou seja, está presente em bolos recheados, pizza, tortas, bolachas, salgadinhos, salgado, cerveja, rum, uísque, entre outros alimentos. 

Agora, o que esses alimentos têm em comum, além do glúten? 

São alimentos que possuem grande quantidade de gordura, açúcar e sal e quando consumidos em excesso podem levar ao aumento do peso corporal e retenção de líquido. 

Bebidas alcoólicas que quando consumidas em excesso também provocam o aumento do peso, pois o álcool no nosso corpo é transformado em gordura. 

Hum isso te recorda algo? Esses alimentos e bebidas eram presentes constantemente na sua rotina alimentar? 

Logo a partir do momento que você exclui o glúten da sua dieta, consequentemente, os alimentos e bebidas citados no começo deste tópico estão fora dos seus hábitos e a partir daquele momento você emagrece, pelo menos nos primeiros meses! 

Então, o problema não era o glúten, mas a gordura e o açúcar desses alimentos que você ingeria em grandes quantidades

Ocorre também deficit calórico que já é visto como o maior motivador do emagrecimento. Quando você ingere menos do que gasta é muito provável que ocorra a perda de peso independentemente da exclusão de carboidrato, gordura, proteína ou qualquer outra moda alimentar que possa surgir. 

Glúten não é vilão para pessoas que não apresentam a doença celíaca. Mas está passando junto com o carboidrato por modismos alimentares, assim como foi com ovo e a manteiga, ora são vilões, ora são mocinhos. 



Por que não é sustentável?

Uma alimentação guiada por moda provoca efeitos físicos e psicológicos indesejáveis. Logo no início é animador, pois é uma novidade e você acredita que dessa vez vai conseguir realizar seu objetivo, mas passa alguns dias e você já está meio desanimado e com uma vontade absurda pelos alimentos que se privou. Mesmo realizando adaptações, uma dieta sem glúten, sem orientação de um nutricionista pode ser bem estressante. Se os celíacos podem apresentar dificuldade em seguir a dieta imagina alguém que não apresenta uma necessidade real para isso. 

No mundo das dietas da moda vale tudo para se adequar ao padrão de beleza, o que na maioria das vezes não envolve preocupação com a saúde. 

Mas Josi eu vi que o glúten pode causa resistência à insulina, inflamação e aumento do peso? 

Até agora não existe nenhuma pesquisa que comprove a veracidade dessas afirmações. Para saber mais informações sobre o glúten e mitos relacionados a ele acesse o site Glúten contém informação lá têm muitas informações bacanas.



Conclusão

O glúten é uma proteína que causa inflamação intestinal em pessoas que apresentam a doença celíaca, essa doença provoca o surgimento de sintomas desconfortáveis e graves. Porém para pessoas saudáveis nada justifica a exclusão do glúten, é mais uma das modas na pseudonutrição, que provoca a perda de peso por causa da redução de calorias. Por reduzir também os doces e alimentos gordurosos existe a melhora da qualidade da refeição. Mas isso pode realizado com uma alimentação saudável sem a exclusão do glúten. 

Ter uma boa relação com a comida é o caminho para ter uma alimentação saudável. Amá-los é muito melhor do que odiá-los, causa menos sofrimento. 

Gostou do texto? Quer saber mais sobre nutrição, alimentação saudável e comportamento alimentar? Curta Fanpage da Gosto Leve e fique por dentro dos conteúdos. 

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários